Blog

Imagine você realizando um sonho, algo que te fez trabalhar duro por anos. Na lembrança, suor na camisa, dor no corpo e a ansiedade de uma mente esperançosa. A última coisa que você quer é que algo aconteça de errado, não é? Pois bem, mas infelizmente imprevistos acontecem.

No dia 12 de junho, na estreia do Brasil na Copa do Mundo, o nosso lateral esquerdo, Marcelo, teve a infelicidade de fazer um gol contra logo nos primeiros minutos da partida. Seu rosto transpareceu o caos e a dor do autoflagelo. Não há dúvida de que a situação era bastante conflituosa.

Hoje, mais do que nunca, o esporte é visto como parte fundamental para a construção de uma vida saudável e equilibrada. Não importa se é uma simples caminhada matinal, natação ou um esporte coletivo. Colocar o corpo para se mexer traz inúmeros benefícios. Está de mal humor, sono constante e falta de vitalidade? Que tal suar um pouquinho?

Mas e quando o esporte deixa de ser apenas uma busca por uma melhor qualidade de vida e passa a ser a profissão e ganha pão? Será que basta levantar logo de manhã, vestir seu short ou agasalho de treino e ir em frente? O que diferencia um atleta com altas pretensões e os amadores?